Laboratórios, Núcleos e Grupos de Pesquisa

Laboratórios, Núcleos e Grupos de Pesquisa

Grupos de estudo Página

Laboratório de Teoria e Historiografia

O Laboratório de Teoria e Historiografia do Departamento de História da PUC-Rio foi criado no início de 2013 pelos professores da Linha de Pesquisa Teoria, Historiografia e História Intelectual. O Laboratório tem como objetivo principal apoiar e organizar atividades regulares (notadamente pesquisas de iniciação científica, pesquisas na pós-graduação, grupos de estudo, palestras e seminários) que permitam fomentar, desenvolver e/ou divulgar investigações (em curso ou concluídas) afins à referida linha de pesquisa. Nesse sentido, o Laboratório tem duas dimensões complementares: por um lado, uma dimensão interna ao cotidiano do Departamento de História e à linha de pesquisa à qual se vincula, com atividades restritas aos integrantes desse Departamento; por outro, uma dimensão pública, com atividades abertas e com ampla divulgação. Internamente, suas atividades permitem agregar professores e alunos (da graduação e da pós-graduação) com interesses comuns de pesquisa. Trata-se, nesse caso, de criar um ambiente propício à discussão de trabalhos e pesquisas em andamento ou de fomentar grupos de estudos, mini-cursos e outras atividades extracurriculares vinculados aos interesses teóricos e historiográficos em “Teoria, Historiografia e História Intelectual”. Quanto à dimensão pública do Laboratório, ela tem se constituído, notadamente, por intermédio de palestras regulares com convidados externos (abertas e com ampla divulgação). Busca-se, com esses eventos, trazer para o Departamento de História pesquisadores de diferentes instituições que, apresentando os resultados de suas investigações, permitam que alunos e professores conheçam e discutam a produção mais recente (muitas vezes ainda em andamento) nas Humanidades.

Laboratório de Estudos em Ensino de História e Patrimônio Cultural – LEEHPAC:

O LEEHPAC foi criado em 2014, tendo surgido idealmente em 2013, a partir de reuniões destinadas à discussão do projeto de iniciação científica “Culturas Históricas, Culturas Escolares e Patrimônio Cultural: perspectivas de análise e diálogos no ensino de história”. Liderado pelos professores Juçara Mello e Sérgio Barra, foram sendo congregados docentes e discentes vinculados à própria instituição e a outras igualmente importantes, como a Universidade do Estado do Rio de Janeiro, a Universidade Federal de Juiz de Fora e o Colégio Pedro II. O interesse comum em torno da temática do patrimônio histórico e cultural e do ensino de história motivou a formação do Leehpac como grupo de pesquisa que busca promover uma dupla chave de análise. Uma delas consiste na compreensão de um acelerado processo de crescimento das demandas por patrimonialização de bens materiais e imateriais nas ultimas décadas. Um processo marcado tanto por consensos quanto por tensões, internas e externas a distintos grupos socioculturais, em disputa pela consolidação de memórias e constituição de identidades. A outra direção das pesquisas contempla o patrimônio cultural como instrumento educativo, verificando-se seu lugar em mecanismos de planejamento institucionais das escolas, como em projetos pedagógicos e em planos de orientação curricular de cada disciplina, nos planejamentos formulados diretamente pelos professores e mais comumente praticados no cotidiano das aulas, como planejamentos anuais, semestrais, semanais e diários. O Leehpac conta com a participação de alunos de graduação e pós-graduação da PUC-Rio, pesquisadores de diversas instituições de ensino superior e professores do ensino básico e está registrado como Grupo de Pesquisa no CNPQ: dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/7271430654048540

Laboratório de Pesquisa em Conexões Atlânticas

     O Laboratório de Pesquisa em Conexões Atlânticas, liderado pelos professores Leonardo Pereira e Diego Galeano, tem a proposta de fomentar investigações originais sobre o universo das práticas, interações e disputas culturais que marcaram a experiência de indivíduos e grupos sociais no mundo atlântico entre os séculos XIX e XX. Abarca para isso tanto estudos explicitamente constituídos em perspectiva transnacional, comparada ou conectada quanto investigações voltadas para objetos locais de menor escala, compreendidos a partir das múltiplas influências que ajudam a lhes dar forma. Contempla, dessa forma, a necessidade de articular os diversos fluxos culturais que se fazem presentes na experiência dos homens e mulheres do período, com ênfase naquelas decorrentes do tráfico atlântico proveniente de diferentes regiões da África até meados do século XIX e das imigrações massivas de trabalhadores para a América a partir da segunda metade deste mesmo século.  dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/6203869106745560

Núcleo Interdisciplinar de Reflexão e Memória Afrodescendente –   NIREMA

(www.nirema.puc-rio.br) – é um centro de pesquisa e documentação da cultura afrodescendente brasileira, que desenvolve atividades e iniciativas interdisciplinares, congregando representantes dos corpos docente e discente da PUC-Rio. É uma unidade vinculada ao Centro de Ciências Sociais (CCS), criado em 2003 por iniciativa dos Departamentos de História, Serviço Social e Sociologia e Política da PUC-Rio. Desde 2013 o Nirema vem sendo coordenado por um professor do Departamento de História e integrante do nosso Programa de Pós-Graduação.

O Núcleo tem como atividade central a realização de estudos que contribuam para ampliar nossa compreensão sobre a sociedade brasileira através da abordagem das relações étnico-raciais e de temas afrodescendentes, notadamente através de estudos comparativos com outras realidades como a norte-americana, a europeia e a de diversos países africanos.

A criação do NIREMA responde a necessidade de agregar a reflexão acadêmica sistemática à prática de inclusão dos estudantes afrodescendentes no ensino superior brasileiro, na qual a PUC-Rio se destaca como pioneira e como uma referência nacional com uma experiência acumulada de aproximadamente 20 anos.

Vale destacar que as pesquisas desenvolvidas pelo corpo acadêmico do NIREMA vêm dando origem a oficinas para o desenvolvimento de currículos e material didático-pedagógico em resposta às exigências legais de inclusão dos temas relativos à cultura e à história afrodescendente nos ensinos fundamental e médio brasileiros através dos programas de graduação, extensão ou pós-graduação dos diversos Departamentos da PUC-Rio, como por exemplo, o Curso de Pós-Graduação lato sensu História e Cultura Afrodescendente.

EI – Núcleo de Estudos Interdisciplinares Iberoamericanos

O Ei-Núcleo de Estudos Interdisciplinares Iberoamericanos tem por objetivo desenvolver atividades de estudo e pesquisa interdisciplinares, congregando, para isso, representantes dos corpos docente e discente de vários Departamentos e Programas de Pós-Graduação da PUC-Rio. Sua criação traduz o interesse em aprofundar reflexões acadêmicas a partir de perspectivas comparadas e da percepção hemisférica, sobre os múltiplos aspectos históricos, sócio-políticos e culturais das formações sociais ibero-americanas e seus processos de transformação. Busca uma maior reflexão a respeito dessas transformações tanto no passado como no presente. A constituição do Núcleo responde, ademais, à necessidade de fortalecer e ampliar os acordos de cooperação e intercâmbio que a PUC-Rio vem celebrando com diversas instituições de ensino superior latinoamericanas, com o objetivo último de promover um maior desenvolvimento do conhecimento em iniciativas educacionais e de pesquisa nos campos das humanidades e das ciências sociais. As cinco linhas de pesquisa (1. Democracia e Direitos Humanos 2. Migrações, Exílios e Deslocamentos de Populações 3. Políticas de Cooperação, Defesa e Segurança 4. Identidades e Transculturações 5. Cidadania, Desigualdade e Novos Direitos) são flexíveis e constituem espaços comuns de discussão compartilhados pelos diferentes projetos interdisciplinares de modo a promover workshops, seminários e palestras visando o aprofundamento de debates e trocas.

Grupo de Pesquisa Arte, Autonomia e Política

O grupo de pesquisa Arte, autonomia e política alia o exame filosófico, teórico, histórico e crítico da arte em sua relação com a sociedade, marcado pelo desafio de uma autonomia que signifique não mera independência, mas vínculo livre de pensamento. Para tanto, dedicará atenção especial, mas não exclusiva, à tradição oriunda do materialismo histórico e da teoria crítica em autores como Walter Benjamin, Theodor Adorno, entre outros, e seus intérpretes mais atuais; à discussão história do regime estético da arte, desde as origens no Romantismo alemão no fim do século XVIII até as reflexões mais recentes de Jacques Rancière, por exemplo; ao pensamento artístico moderno e contemporâneo; e, também, à própria análise crítica e histórica de obras de arte, levando em conta inclusive as especificidade do cenário brasileiro. Tem como vice-líder o professor do Programa Sérgio Bruno Guimarães Martins e formado por pesquisadores de outros Programas de Pós-Graduação da PUC-Rio, dentre eles: Pedro Duarte de Andrade, Luiz Camillo Osório, Rafael Zacca Fernandes. dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/0750758969081827

Grupo de Estudos e Pesquisa em História Social e Ditaduras

Este grupo de estudos procura reunir pesquisadores que têm como foco a atuação de trabalhadores assalariados e informais; de moradores de favelas e suas comunidades em relação às reformas urbanas promovidas pelas ditaduras; a organização de movimentos sociais, com destaque para aqueles articulados em torno de identidades subalternas, como o feminismo, movimento negro, indígena e LGBT, entre outros; as relações entre trabalho, o não trabalho/ o lazer e comunidades de bairro; as manifestações culturais populares e a intervenção dos regimes ditatoriais; as transformações nos sindicatos e da política sindical; as transformações das memórias e interpretações sobre os eventos políticos e sociais na versão destes setores sociais; o movimento de trabalhadores rurais e camponeses e suas conexões com o mundo urbano; e a participação desses diferentes grupos nos processos políticos que marcaram os períodos ditatoriais e as redemocratizações. Liderado pela professora do Programa Larissa Correa e formado por pesquisadores de outros programas de Pós-Graduação da PUC-Rio e de outras instituições (CPDOC, UFRRJ, Brown University). dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/3385569045843823

GEHA-Grupo de Estudos de História da África

GEHA é um Grupo de estudos e de pesquisa, liderado pela professora Regiane Mattos, que tem como intuito construir um espaço de pesquisa e reflexão sobre temas relacionados à História da África. O grupo realiza discussões de textos de variados autores e também organiza palestras de pesquisadores da PUC-Rio e de outras instituições nacionais e estrangeiras com o objetivo de promover a troca de experiências acadêmicas e a divulgação de pesquisas em História da África. Conta com a participação de pesquisadores brasileiros e africanos, notadamente da Universidade Eduardo Mondlane e Universidade Lúrio (Moçambique), bem como alunos de pós-graduação e graduação. Atualmente os membros do GEHA participam do projeto de pesquisa Acervo Digital da História e cultura swahili do norte de Moçambique do Pró-África/MCTI/CNPq Nº 46/2014.